Envios grátis a partir de 50€ *

* consulte as condições de venda.

Há muita informação sobre o uso dos óleos essenciais durante a gravidez no sentido de que eles são perigosos e portanto, totalmente proibido o seu uso em mulheres grávidas ou amamentando. O que não é verdade.

Os óleos essenciais não são perigosos, são poderosos, o que é diferente. O mal uso pode torná-los perigosos, como tudo na vida.

Há sim, óleos essenciais proibidos durante a gravidez, mas há alguns que são seguros e podem ser muito úteis na gestão de alguns incómodos que costumam surgir nestes 9 meses tão especiais na vida da mulher: cansaço, enjôos, ansiedade, dores, constipações, pernas cansadas, azia, rinite...

 

Durante a gravidez, a aromaterapia pode ajudar com:

 

☑️o bem-estar e no equilíbrio eomocional

☑️ remediar um problema físico pontual

☑️complementar um tratamento alopático

 

Não se de fazer:

❌uso oral de óleos essencias nos primeiros 3 meses e muita precaução com esta forma de uso nos demais.

❌ aplicar óleos essenciais puros (não diluídos) na pele

❌aplicar nas zonas abdominal e peitoral

❌usar os óleos essenciais por períodos prolongados

❌ difusão atmosférica o dia ou a noite inteira. Opte por difundir por períodos curtos, como 15min 2 a 3 x por dia.

 

Alguns óleos essenciais seguros desde o primeiro trimestre de gravidez:

👍Camomila romana

👍Lavanda francesa ou verdadeira

👍Árvore do chá

👍Eucalipto radiata

👍Ravintsara

👍Rosa damascena

👍Gengibre

👍Gerânio (perlagonium graveolens)

👍Limão

👍Laranja doce e amarga, tangerina.

Fonte: Aromaterapia para Grávidas - Daniele Festy