Envios grátis a partir de 50€ *

* consulte as condições de venda.

Os óleos essenciais devem ser diluídos antes de serem aplicados na nossa pele e os óleos vegetais são os veículos mais utilizados para fazermos estas diluições.

Mas pode ser qualquer óleo vegetal? Como escolher o óleo ideal para a finalidade pretendida?

O que define a escolha do óleo vegetal é o tipo de pele ou cabelo, sua condição e o tipo de tratamento. Por exemplo, o óleo de argan é indicado para tratamentos do corpo e do cabelo, principalmente na recuperação de cabelos com tratamentos químicos ou quebradiços.

O óleo vegetal de abacate é um óleo leve, de fácil penetração ótimo para utilização em tratamentos faciais e dos cabelos. O óleo de amêndoas doces é o óleo vegetal mais consumido do mundo, excelente para cuidados com peles normais e sensíveis, pode ser utilizado em crianças e idosos.

Como vemos há óleos vegetais mais adequados para cada caso e farei posts para cada óleo vegetal em específico (os mais utilizados), porém, numa situação em que se precise fazer uso do óleo essencial e apenas tem um óleo vegetal em casa, use-o, mesmo não sendo ele o mais adequado à sua necessidade, é sempre mais seguro que aplicar o óleo essencial diretamente na pele.

Uma maneira prática para diluir os óleos essenciais em óleo vegetal é ter sempre à mão frascos com tampa conta-gotas. Os frascos precisam ser de vidro escuro (âmbar ou azul), pois os óleos essenciais são sensíveis à luminosidade e podem ter suas propriedades degradadas se tiverem contacto com a luz. Nunca devem ser utilizados fracos de plásticos.

Eu uso frasquinhos de 5ml e 10ml para diluir meus óleos essenciais para o meu uso e para o uso no meu bebé. Para uso em massagem em áreas maiores do corpo ou para fazer meus óleos de banho, faço a diluição no próprio frasco do óleo vegetal, por isso, dou preferência por comprar óleos vegetais em frascos de vidro, normalmente com 100ml.

como-diluir-oleos.jpg

< VOLTAR PARA O ÍNDICE